comentar
publicado por Hercus Santos at 11:57 am

 

 

                 Tenho curiosidade em escrever. Escrevo algo que eu gosto. Neste caso escrevo algo sobre a cultura, identidade, história da minha família e da minha comunidade. Mais do que isso escrevo algo que eu sei, algo que eu fui contado. Mas não escrevo tudo. Não posso escrever tudo. Não posso explicar tudo. Apenas algo necessário. Apenas algo que mostra a minha raiz cultural. Porque a vida é dinámica. As coisas podem mudar no futuro e então pelo menos escrevo isso, hoje e aqui, no meu blog.

                Escrevi num pequenito artigo sobre a minha família do reino de Manelima de Laklubar (Pois Laklubar tinha dois regulados. Um era Laklubar e outro era Manelima. Estes dois regulados tem o mesmo The Founding Fathers) e que eu utilizei a monte de Bahera-Laklubar (Laletek Bahera-Laklubar) como pano de fundo para explicar as coisas melhor. E então escrevi algo sobre o casamento entre os meus familiares do primeiro grau. Por exemplo avô Carlos Soares que era guardião de bastão real de Manelima era casado com a irmã do meu avô paterno chamada Eugenia. O filho de Carlos Soares e de Eugénia que era Francisco Soares (mora em Timor ocidental) era casado com a irmã mais pequena do meu pai. Outra filha de Carlos Soares é Ana Rosa Soares e o seu marido era o tio falecido Elias Quintão(morreu há pouco tempo). O casal era chefe de catequistas de Laklubar. Os dois são catequistas. 

                Este tipo de casamento acontece também na minha família em Funar. As pessoas, as vezes, já me disseram que elas ficaram surpreendidas como é possível nós temos este costume. Para elas, é algo muito estranho e elas não podem aceitar.

               Se elas leiam um pouco de bíblia do antigo testamento e leiam um pouco da história de outras culturas, elas vão perceber que este tipo de casamento entre os meus familiares do primeiro grau não é algo novo. Não é algo estranho. Ou seja não é algo que acontece só entre os meus familiares. Porque existe no mundo esse costume; o casamento entre os primos, o casamento entre um tio e uma sobrinha, o casamento entre uma mulher viúva com um dos irmãos do seu falecido marido, etc. As vezes eu notei uma coisa sobre este tipo de casamento. É um casamento de interesse e do poder. Tudo em volta disso.

               A Igreja Católica veio proibir este tipo de casamento entre os familiares. Ouvi dizer que a Igreja Católica tomou esta posição por uma questão de saúde. As pessoas explicaram para mim que quando os próprios familiares se casam entre si então podem causar mal, deficientes para os seus filhos. Por isso que o casamento do primeiro grau é proibido.

               Eu não sei desde quando é que a Igreja Católica tomou esta posição. A verdade é que este tipo de casamento já aconteceu há muitos anos e em muitos sítios.

 

 


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
June 2013
Sun
Mon
Tue
Wed
Thu
Fri
Sat

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


comentários recentes
Olá, fico muito feliz por fazer parte daqueles que...
Dr. Hercus,karik bele buka ha'u iha facebook Barba...
Sim Dra. Barbara Oliveira. Ha'u iha interese no in...
Boa noite Maun Hercus,Espera hotu di'ak. Artigu ka...
Muito bem, excelente artigo, muito bem escrito, ta...
Posts mais comentados
subscrever feeds
blogs SAPO